As minhas lágrimas regam os sentimentos mais puros e verdadeiros e me fazem renascer a cada nova estação. (Mônica Caetano Gonçalves Maio/2011)
Registro na Biblioteca Nacional nº: 570.118

domingo, 28 de agosto de 2011

Nascente

Hoje anoiteci nascente
Sigo...
Margeando-te suavemente
Em burburinho,
Murmúrios do meu Amor,
Que embalam teus sonhos
De cristalinos desejos
E esperam pelo dia
De aplacar tua sede
De prazer
Em minhas águas!
 
28/08/2011

4 comentários:

  1. E um "dia" minhas fantasias viraram versos @!√ Lindoooooo @!√

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito o poema.
    Parabéns pelo seu Blog, Monica.

    ResponderExcluir
  3. Que delicadeza ao cantar o amor ou melhor a alegria de ter um amor

    ResponderExcluir